Cirurgia Minimamente Invasiva

(videolaparoscopia e cirurgia robótica)

O que é a cirurgia minimamente invasiva?

A Cirurgia Minimamente Invasiva faz uso de novos métodos, associados a equipamentos modernos de alta tecnologia, para realizar o procedimento cirúrgico com o menor dano possível ao paciente. São as cirurgias videolaparoscópicas e as cirurgias robóticas.

Benefícios desse método cirúrgico

A cirurgia minimamente invasiva traz não apenas menos agressão ao corpo do paciente, mas também:

N

Cicatriz de tamanho reduzido

N

Menos dor no pós-operatório

N

Recuperação mais rápida

N

Retorno antecipado as atividades diárias

N

Saída do hospital e retorno para casa mais rápido

N

Melhor resultado estético

N

Menos chance de infecção ou outras complicações

Videolaparoscopia

Atualmente a laparoscopia é a abordagem padrão para inúmeros procedimentos (colecistectomia, correção de hérnias e refluxo, cirurgia bariátrica…)

A cirurgia é realizada com pequenos cortes no abdome (0,5 a 1,2 cm), através dos quais é introduzido inicialmente um gás ( CO2) que irá distender a cavidade interna , criando um espaço de trabalho. A seguir, em um dos orifícios, introduzimos uma câmera que projetará as imagens internas em um monitor. Nos outros orifícios são colocados os instrumentos, com os quais se realizam as cirurgias.

Cirurgia Robótica

Pode ser considerada uma evolução da cirurgia minimamente invasiva laparoscópica.

A cirurgia robótica vem se tornando a nova revolução da cirurgia moderna, pois associa todos os benefícios da cirurgia minimamente invasiva com as vantagens da estabilidade de imagem, recurso da terceira dimensão ( 3D), mobilidade da instrumentação intracorpórea com maior grau de liberdade dos movimentos , posição mais confortável ao cirurgião com diminuição do cansaço, correção de tremores, maior autonomia do cirurgião, maior precisão e destreza.

Oferece ainda múltiplas vantagens ao paciente, como, menos dor, recuperação mais rápida e menor tempo de internação.

A cirurgia robótica, por possuir quatro braços cirúrgicos que alcançam diferentes angulações, apresenta diversas vantagens quando comparada tanto com a cirurgia convencional quanto com a cirurgia laparoscópica. É o cirurgião que opera, controlando os braços do robô.

São diversos os procedimentos onde se pode fazer uso da cirurgia robótica ( cirurgias do aparelho digestivo , como correção de hénias , de refluxo e cirurgias bariátricas).

Mas esse modelo de cirurgia, é seguro?

Uma das questões mais levantadas é sobre a segurança do procedimento, apesar do nome “cirurgia robótica”, o equipamento é 100% administrado pelo médico cirurgião, especializado em cirurgia robótica.

Todos os itens de segurança passam por checagem rigorosa.

E se ocorrer algum imprevisto durante o procedimento?

O protocolo de segurança do equipamento é simples: caso exista alguma situação imprevista durante o procedimento, o equipamento aciona um dispositivo de segurança e faz o travamento provisório do robô.

O equipamento também para automaticamente, caso o médico retire o rosto da tela de controle.

Deseja realizar uma Cirurgia Minimamente Invasiva em São Paulo ou Santo André? 

Open chat